História da T-Shirt (camiseta)

February 18, 2016

    Você sabe como surgiram as t-shirts que são tão usadas hoje em dia?

 

    Quem foi que deu essa cara de "outdoor" ou "espelho da alma", como muitos gostam de chamar?

 

    Bom, lá nos primórdios as t-shirts (camisetas), eram usadas apenas como roupa íntima.

 

    Tudo começou na Roma Antiga, onde as "camisias" no estilo de túnica, eram utilizadas por baixo das roupas com o intuito de protege-las da transpiração. Esta prática continuou pelo século IX em Constantinópla, onde as roupas eram de pura "ostentação", bordadas com ouro, prata e pedras preciosas. 

    E assim elas seguiram por um bom tempo.

 

    Pulando um pouco mais nos anos, Michelangelo cria em 1516, uma estátua chamada de O Escravo Moribundo, onde aparece um homem vestindo apenas uma camiseta regata, modelo este, que não era conhecido na época. Mesmo assim o modelo não fez muito sucesso.

 

O Escravo Moribundo                                            

   

    Até o início do século XX, as t-shirts, restritas ainda apenas à Europa, seguem sendo usadas com a intenção de proteger as melhores roupas.

    Mas começam a aparecer um pouco mais, quando os trabalhadores braçais resolvem não utilizar suas melhores roupas durante o expediente.

 

 

    Foi a partir da 1ª Guerra Mundial, que as camisetas ficaram conhecidas fora da Europa.

    Enquanto os soldados Americanos usavam uniformes de lã, soldados europeus usavam camisetas feitas de algodão e bem confortáveis.

    Sendo assim, os soldados americanos trouxeram a novidade para seu país e foi aí que pelo seu formato de "T", receberam o apelido de T-Shirt ou Tee (maneira mais simples de chamar).

 

                                                                                                           Soldados na 1ª Guerra Mundial 

 

    Foi durante a 2ª Guerra Mundial que as tee começaram a se consolidar.

    As t-shirts viraram item obrigatório no uniforme da Marinha e do Exército Americano.

    Mas mesmo ainda sendo utilizadas como roupa de baixo, o mundo começou a ve-las em fotos de soldados em várias ocasiões.

 

                                                                                                          Soldados na 1ª Guerra Mundial 

 

    Em 1948 o candidato a presidência dos Estados Unidos, Thomas Edmund Dewey resolveu estampar t-shirts com os dizeres "Dew it with Dewey", fazendo assim a primeira propaganda em uma tee.

 

 

    1951 foi o ano em que as tee apareceram em Hollywood, com nada mais nada menos que Marlon Brando.

    No filme Um Bonde Chamado Desejo, Marlon Brando aparece vestindo uma t-shirt que destaca seus musculos, causando euforia entre os homens e a partir daí as t-shirts deixaram de ser usadas apenas por baixo de outras roupas, e tornaram-se peça única no look masculino.

 

 

    Para consolidar o sucesso, 4 anos depois de Marlon Brando aparecer na telona, James Dean dá as caras usando a sua tee no filme Juventude Transviada.

    Depois da aparição no filme, as t-shirts viram sinônimo de rebeldia e contestação entre os jovens.

 

 

    Nos anos 60 começam os movimentos anti-guerra e em busca de liberdade, tomando uma conotação mais pacífica, as tee aderem as cores hippies e começam a trazer mensagens mais "leves" como "Faça Amor, Não Faça Guerra".

    Com isso, as mulheres aderem as t-shirts e elas acabam tornando-se unissex.

 

    A banda Grateful Dead estimulava o movimento "Do It Yourself" (Faça você mesmo), onde os fãs podiam fazer suas próprias tee's e comercializar durante seu show.

 

 

   Já nos anos 70, as empresas começam a ver as t-shirts como um bom meio de propaganda, e assim começam a investir com mais força nas nossas queridas.

    Tanto como souvenir, quanto como divulgação, as tee's começam a ser vistas em campanhas de marketing de grandes empresas como Coca-Cola e lembranças da cidade de Nova York.

 

 

    Com isso, o mercado das t-shirts cresce e nos anos 80, surgem os yuppies, jovens com forte inclinação ao consumismo e ao individualismo

    

""Yuppie" é uma derivação da sigla "YUP", expressão inglesa que significa "Young Urban Professional", ou seja, Jovem Profissional Urbano.

É usado para referir-se a jovens profissionais entre os 20 e os 40 anos de idade, geralmente de situação financeira intermediária entre a classe média e a classe alta. Os yuppies em geral possuem formação universitária, trabalham em suas profissões de formação e seguem as últimas tendências da moda. O termo também passou a ser utilizado no Brasil e em Portugal sem tradução, e com o mesmo significado adotado na língua inglesa.

Ocasionalmente o termo é utilizado com certa carga pejorativa, como um rótulo, um estereótipo, tanto em países de língua inglesa (nos EUA, por exemplo, onde a expressão surgiu) quanto também no Brasil ou em Portugal."

 

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Yuppie

 

    Sendo assim, a moda passa a ter foco na ostentação de dinheiro e poder, e as t-shirts começam a ser vistas com estampas de grandes marcas do mercado.

 

 

   De lá para cá, as t-shirts tornaram-se item obrigatório no guarda roupa de qualquer pessoa.

   A customização não tem limite e a qualidade tornou-se necessida básica para uma boa t-shirt.

   Com a evolução da técnologia, hoje em dia tudo que podemos imaginar pode ser estampado em qualquer t-shirt.

   

    Portanto, chegamos a conclusão que não existe limites para a evolução das nossas queridas tee. E nesse embalo a Storm chega ao mercado com o intuito de trazer qualidade e diversidade aos seus seguidores.

    Não perca tempo e dá uma olhada no nosso site, pois nos comprometemos em sempre estarmos acompanhando as tendências e com muitas novidades.

 

Obrigado!

 

João Storm 

 

    

 

 

Please reload

Posts Recentes

November 30, 2017

November 8, 2016

October 10, 2016

Please reload

Siga nas Redes Sociais

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon

Curta e Compartilhe nosso conteúdo

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle